Carta de Walter Salter Para J. F. Rutherford

Postado por: Mentalista
Data: 2016-07-18 20:26:51 (Atualizado em: 2017-01-13 00:23:11)

Tags: Rutherford, alcoolismo, carta, luxo, automóveis, mansões, pregação, falsas profecias, lucros

Este é um documento bastante revelador, a saber, a carta aberta de Walter F. Salter, superintendente da filial canadense da Watchtower, associado e amigo íntimo de J. F. Rutherford por 20 anos, o qual, tendo se decepcionado com a Sociedade, suas doutrinas e os atos do presidente, foi desassociado em 1937 e tornou-se um dissidente.

P.O. Box no. 404

Toronto, Canada

1 de Abril de 1937

Hon. J. F. Rutherford

4140 Braeburn Road

Kensington Heights,

San Diego, Califórnia

Eu lhe escrevi em 25 de Janeiro, incluindo um artigo que, creio, provou pelas escrituras, que Nosso Senhor não retornou e os santos ainda não foram ressuscitados. Que Cristo não retornou é claramente provado pela Sua declaração em Mateus 24, onde, tendo descrito todas as coisas que ocorreriam no fim dos tempos, incluindo a grande tribulação, Ele disse: "Quando virdes TODAS estas coisas, sabei que ele está próximo, às portas." Versículo 33, Diaglott; e margem da versão King James. Note bem as palavras do Mestre, pois ele diz que, mesmo "quando virdes todas estas coisas" ele não estaria presente, mas próximo, "às portas". Não advertiu aos seus discípulos quanto a serem desencaminhados por homens dizendo que ele estava presente, quando ele não estava?

Eu também sugeri que "a batalha do grande dia do Deus Todo-poderoso" não é necessariamente "a batalha do Deus Todo-poderoso", mas meramente uma poderosa e final batalha das forças visíveis de Satanás dentre elas próprias, na qual Deus colocaria em seus corações destruir a cristandade. A hora da batalha é o dia do Deus Todo-poderoso, exatamente como se diria no dia de Shakespeare, e isto de forma alguma provaria que Deus guerrearia mais do que se provou que Shakespeare fosse guerrear. O ato de destruição divina das forças de Satã se dará depois do Armagedom.

Há dois anos atrás, no último verão, você declarou a mim e a outra pessoa que tinha blefado a sua vida inteira. Acredito que esta foi uma das mais verdadeiras declarações que já fez e estou agora convocando seu blefe, e desafiando-o a responder o artigo acima referido, ponto a ponto, e provar pelas escrituras que o Armagedom é a batalha do Deus Todo-poderoso.

A premissa de todos os ensinos das publicações da Sociedade, dos quais se possa falar como instrução espiritual, ou seja, instruções que se supõe serem para o povo do Senhor, é de que Cristo retornou e está em Seu templo para julgamento. O peso da mensagem da Sociedade ao mundo é que Deus, no Armagedom, destruirá todas as forças de Satanás. Se Cristo não voltou, e eu agora acredito que Ele não voltou, e se o Armagedom não é a batalha de Deus, e eu acredito que não é, recebemos a luz a esse respeito, não através da WATCHTOWER, mas de outra fonte, o que prova que a WATCHTOWER não é o canal através do qual Deus está alimentando Seu povo e não apenas isso mas também que estão errados todos os ensinos apresentados nela desde 1918 e baseados nestas falsas premissas!

Tanto por uma doutrina: agora, uma palavra com respeito ao que me sinto compelido a expor sobre a corrupção da Sociedade em outros aspectos.

Enquanto, pela graça do Senhor, a venda me cai dos olhos, tenho ficado atônito em ver o quão cego tenho estado às suas ações, por meio de uma superstição de que a WATCHTOWER fosse o canal do Senhor para alimento no tempo apropriado para a família de fiéis e que você, enquanto Presidente da Sociedade, era o mordomo chefe de Deus dentre Seu povo e que, estando você como responsável, nós deveríamos ser submissos ao que quer você requeresse que fosse feito, tolamente achando que eu não tinha qualquer responsabilidade neste assunto e que tudo de errado que você fizesse, ou que eu fizesse sob sua ordem, o Senhor anularia. Era com este pensamento na mente que eu, sob suas ordens, comprava caixas de uísque a 60 dólares cada, e caixas de "brandy" e outros licores, isto para não falar das incontáveis caixas de cerveja. Uma garrafa ou duas de licor não bastariam, pois eram para o PRESIDENTE e nada era bom demais para o PRESIDENTE. Ele era o favorito dos céus, assim por que não deveria ter tudo o que satisfizesse seu desejo de conforto? É verdade, eu tive parte nisto, pois participei de sua hospitalidade ou, deveria dizer, da hospitalidade da Sociedade, já que era o dinheiro da Sociedade, mas eu tomei parte, conforme dito acima, cego pela idéia de que o PRESIDENTE estava encarregado e, como tal, era o responsável, não eu. Hoje eu vejo que aquele pensamento estava absolutamente errado e que o desperdício do dinheiro da Sociedade neste respeito era uma apropriação indevida e que eu não deveria ter tomado parte alguma nisto. Eu confesso meu erro perante os irmãos e perante o Senhor e peço o perdão deles e Dele.

Freqüentemente, quando eu ponderava sobre esta extravagância e desperdício e então pensava em tantos pioneiros, eu ficava confuso, mas minha consciência era acalmada pela crença de que o Senhor estava usando a você para servir à Sua causa e povo e, assim, não ousei nem disse qualquer coisa que pudesse causar nos irmãos a perda da confiança em você como um servo do Senhor. É verdade, eu disse, em tom de humor, àqueles que eu pensava serem mutuamente nossos irmãos, que, com referência às suas idiossincrasias, todos os HOMENS entre amigos falam uns dos outros, assim como você tem falado de mim, e as coisas que eu disse, sei terem sido traiçoeiramente (Mateus 24:10; João 16:1, 2) relatadas a você, não com seu sentido correto, mas tão fora de sua intenção que ninguém que quisesse saber a verdade as reconheceria como as declarações originais, e perante Deus eu posso declarar que, até onde eu sei, nada fiz intencionalmente para injuriar você, o trabalho da Sociedade ou seus interesses, em minha vida. A esta deslealdade você uniu-se -- não que eu me importe, de fato, eu agradeço a Deus que ele o tenha permitido e asseguro-lhe que eu faria o bem a qualquer dos conspiradores, caso eu tivesse a oportunidade.

Enquanto reconhecia sua posição como Presidente da corporação, sempre me reservei o direito de pensar. Isto foi bem expresso, "um homem que não pode pensar é um idiota, um homem que não quer pensar é um tolo e um homem que tem medo de pensar é um covarde". Eu terminantemente me recuso a ter uma pessoa pensando por mim. Não poderia fazê-lo de outro modo e ser fiel a Deus. Eu não poderia ser um Russelita e ser fiel a Deus; eu não poderia ser um Rutherfordista e ser fiel a Deus; eu não poderia ser um seguidor do "Canal" e ser fiel a Deus; eu não poderia ser um aurorista ou qualquer outro "ista" e ser fiel a Deus. Para ser tal, segundo meu entendimento das Escrituras, significaria o mesmo que alguém ser maculado com mulheres (organizações), estando sujeito à vontade delas, não à vontade de Deus (Rev. 14:4). "Aquele com quem está a minha palavra fale a minha palavra verazmente" (E não as deduções e sofismas de homens, não importa o que eles proclamem por eles próprios ou sua posição -- ou a organização com a qual porventura estejam associados). "Eis que sou contra os profetas de sonhos falsos, disse o Senhor... e fazem meu povo errar por meio de suas mentiras e sua gabação." (Jeremias 23:28, 32) É verdade, todos estes "istas" contêm alguma verdade; uns mais, outros menos. De outro modo, não poderiam enganar as pessoas. É com esta verdade específica, juntamente com os sofismas de homens, que Satanás cega os homens. De fato, quanto mais verdade eles têm, quando erroneamente usada, mais enganadores eles se tornam. Cada um declara falar com autoridade; alguns mais dogmaticamente do que outros. Paulo adverte bem, "Acautelai-vos : talvez haja alguém que vos leve por meio de filosofia." -- Colossenses 2:8

O desperdício do dinheiro da Sociedade com licor era apenas uma das coisas que me causavam espanto; havia outras coisas. Eu não podia deixar de ver o contraste entre tantos pioneiros e a luxúria com a qual você se cercou e o conforto que eu usufruía, e, dentre estas luxúrias, não posso me refrear de mencionar as seguintes:

1. Não um, mas dois automóveis de 16 cilindros, um na Califórnia e outro em Nova Iorque. Só um não seria suficiente para O PRESIDENTE nem um automóvel de 6 cilindros seria grande o bastante para O PRESIDENTE, mas um de 4 cilindros seria para um pioneiro, ou uma bicicleta ou trenó, ou caminhar sem veículo algum.

2. Seu apartamento em Nova Iorque, rendendo facilmente 10 mil dólares ao ano. E sua mobília luxuosa.

3. Sua residência palacial em Staten Island, camuflada como essencial à estação de rádio WBBR.

4. Como se aquela residência não fosse suficiente, um lugar de retiro adicional na floresta de Staten Island, para onde você pode ir e descansar seu corpo cansado, enquanto os pioneiros e outros vão de porta em porta.

5. Sua residência adicional em San Diego, pela qual você próprio me falou terem sido oferecidos 75 mil dólares, mas, é claro, não poderia ser vendida e os fundos usados para ajudar os pioneiros porque foi outorgada a Davi -- quanta hipocrisia!

6. Cômodos e caros aposentos em Magdeburg, Alemanha, para a conveniência DO PRESIDENTE, isto para não falar nas provisões feitas para seu conforto em Londres.

Qual sua atitude mental para com tudo isto? Por que você se glorifica nisto e o anuncia descaradamente aos irmãos? "Quem ousa achar falta nisto? Não sou eu O PRESIDENTE?" Sim, você se glorifica com isso, glorificando-se em sua vergonha.

Nada é bom demais para O PRESIDENTE. Ele deve ter todo conforto e toda consideração, mas se sente tão preocupado e tão ternamente disposto para com os "queridos pioneiros". Palavras são fáceis, mas ações falam mais alto que palavras e eu não consigo imaginar uma ilustração mais impressionante, mesmo entre a classe de clérigos e leigos, do que entre você próprio e os pioneiros, conforme mencionado nas palavras de Jesus: "Pois eles (os hipócritas) amarram cargas pesadas e as põem nos ombros dos homens, mas eles mesmos não estão dispostos nem a movê-las com o dedo... Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, pois devorais as casas das viúvas.... percorreis mar e terra para fazer um prosélito. E amais... os assentos de destaque nas sinagogas... e de serdes chamados pelos homens, 'Rabi, Rabi'" (algum nome distintivo). Certamente os pioneiros e outros têm fardos empilhados sobre eles, os quais você não moveria com um só de seus dedos. Certamente as viúvas têm sido roubadas sob sua sugestão, ou -- deveria eu dizer -- sob seu comando, pois seu comando aos irmãos é, "Tirem-lhe o último níquel por um livro; pois eles precisam disto mais do que de pão." Que espírito! E ainda assim os irmãos se submetem a isto. Enquanto alguns vão pegar o níquel e como Paulo diz, "glória em sua vergonha", o quanto a maioria detesta isso, mas sente que tem de obedecer -- Deus está falando. Que sacrilégio! Que blasfêmia! Que comércio em nome do Pai Celestial! Os irmãos têm servido a você fielmente, em ignorância têm sido seus servos, roubados por você de tudo, até da palavra de Deus e de suas preciosas promessas, as quais você têm tornado nulas e sem valor com sua tagarelice vã. Caminhando dia a dia, duvidando, mas sem sequer um murmúrio. Meus Deus, que fiéis e que capataz! Estou certo de que muitos abrirão os olhos, pois, pelo menos sete mil [pessoas], em seu coração, não dobraram seus joelhos diante de Baal, muito embora elas tenham dado a conhecer seu nome mais do que o nome do Deus Todo-Poderoso. Eu desejaria que você fosse de porta em porta como os pioneiros e outros vão, aí você saberia de que está falando.

Eu poderia prosseguir com as coisas que sei, considerando sua conduta pessoal e o contraste entre você e os pioneiros, mas escolho não fazê-lo. Meu único propósito em descrever minha experiência pessoal com você é com a mais séria esperança de despertar os irmãos quanto à falácia de depositar confiança em homens acima da palavra de Deus ou de idolatrar um cargo e depositar confiança naquele cargo acima da palavra de Deus. Um cristão deve aprender que, para honrar a Deus, deve depositar confiança na palavra de Deus e somente nela, fazendo dela seu escudo e proteção, e não de um homem ou um grupo de homens ou uma corporação, não importando que declarações sejam feitas sobre aquele homem, grupo de homens ou corporação, pois logo vamos parar na trilha de raciocínios humanos, o que invariavelmente conduz-nos ao desastre, como as ruínas sobre as quais o caminho da Era do Cristianismo dá testemunho. Uma organização após outra Satanás tem logrado e trazido à sujeição ao seu desejo. A classe dos clérigos, lograda por Satanás, tentou estabelecer o Reino antes de seu tempo e converter o mundo. É claro, eles declararam não serem eles quem estava a fazê-lo, mas Deus. Assim, hoje, Satanás logrou a Sociedade e fez com que os irmãos, por meio da Watchtower, cressem que é chegado o tempo para estabelecer o Reino e reunir a grande multidão antes do tempo, proclamando, é claro, que não são eles que estão a fazer isto, mas é Deus. Mas Deus não está e eles estão, assim, chegando em lugar nenhum, ao passo que todos os irmãos sinceros estão admitindo indagar estas questões, "se os milhões que nunca morrerão, compondo a grande multidão, estão sendo reunidos, onde estão eles? Pois certamente não estão vindo ao nosso município ou cidade." Você sabe e eu sei, todos os que lêem os relatos de modo inteligente sabem que, a despeito de todo o nosso esforço estupendo -- existem menos de 50 mil associados com a Sociedade neste trabalho! Se, pelos próximos dez anos, uma média de 50 mil ao ano se associarem, ao final do tempo só haveriam então 550 mil. Quanto tempo levaria neste ritmo para reunir os "milhões que nunca morrerão" e, se tais devem tomar sua posição antes do Armagedom, conforme você ensina, então quão distante está o Armagedom? Bem, alguém dirá, "Caso isto seja verdadeiro, o que estamos fazendo agora?" A Bíblia responde a pergunta: "Ficamos em gravidez, tivemos dores de parto; é como se tivéssemos dado à luz o vento. Não conseguimos nenhuma salvação real no que se refere à terra, e nenhuns habitantes para o solo produtivo passam a nascer." Isaías 26:18 "Nem todo aquele que me disser 'Senhor, Senhor' entrará no Reino dos Céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia, "Senhor, Senhor, não profetizamos em teu nome, não expulsamos demônios em teu nome e não fizemos muitas obras maravilhosas em teu nome? E eu lhes direi: 'Nunca vos conheci; afastai-vos de mim, vós obreiros do que é contra a lei." -- Mateus 7:21-23.

A Igreja Católica Romana está fazendo um grande trabalho, mas em nome da Igreja Católica Romana. Do mesmo modo, os sistemas protestantes estão fazendo um grande trabalho em seu nome e o Exército da Salvação está fazendo um grande trabalho em seu nome. Mas a Sociedade o está fazendo em Seu nome sagrado (Jeová). "De fato, Senhor, estamos tão ocupados com trabalho que quase não temos tempo para abrir nossas Bíblias, para a estudarmos apenas. O Senhor sabe, nós temos o nosso ANUÁRIO para estudar agora e ele nos fala de nossas maravilhosas obras e o nosso PRESIDENTE está também muito ocupado escrevendo livros. E, oh, Senhor, ele é tão corajoso e sua fé em ti é tão grande que ele fica entre quatro paredes, ou cerca-se literalmente com uma guarda armada, alardeia seus sonhos (Jeremias 23:31, 32) e nos envia de porta em porta para enfrentar o inimigo, enquanto ele vai de 'bebida em bebida', dizendo-nos que, se não formos, seremos destruídos. Mas não nos interprete mal, Senhor, pois não o fazemos por temor ou recompensa, mas por causa do nosso grande amor por ti, e assim não ficaremos desapontados se não ganharmos nenhuma recompensa, mas a nossa esperança é sermos poupados do Armagedom. Nosso PRESIDENTE, Senhor, é realmente um homem muito importante. É claro, ele diz que não é, muito embora ele pense que é, mas é por causa de sua modéstia, e o que quer que ele diga, nós faremos. Agora, Senhor, é esta fidelidade a ti ou a um homem? O Senhor sabe, ele diz falar pelo Senhor e não nos cabe indagar por que; para nós não é senão fazer e morrer; e 'gostamos que seja assim'. É claro, ele diz que quando fala pessoalmente não seria correto dizer que ele fala por ti, mas quando ele fala como PRESIDENTE ou através da Watchtower ou dos livros, é o Senhor que fala, não é maravilhoso?"

De fato, estas publicações, ele diz, contém seus mandamentos e devemos obedecer. Meu Deus, quanta diferença um escritório feito por homens ou um pouco de papel e tinta fazem. Como alguém se torna autoritário então e, no mesmo nível que o sacerdote católico, o qual diz que pão e vinho são apenas pão e vinho, mas ele os abençoa e, oh, meu Deus, são o corpo atual de Cristo!! Quão parecido é o Sr. Rutherford (ou deveria eu dizer 'Juiz') ao Sr. Ratti, pois o Sr. Ratti diz que quando ele fala pessoalmente não é nada, mas quando ele fala como o Papa, fala infalivelmente. "Oh", alguns dirão, "a Igreja Católica Romana é uma falsificação da verdade e a Sociedade é a religião verdadeira". Todavia, a questão a ser levantada seria se não é mais razoável concluir que a Sociedade é a falsificação da Igreja Católica Romana, muito embora a Igreja Católica não seja a igreja verdadeira, pois não parecem trabalhos do mesmo oleiro? Perceba o espírito de ambas: orgulho, arrogância, intolerância, linguagem bombástica, para não falar do espírito de julgamento. Além do mais, a declaração de Paulo em 2 Tessalonicenses 2:4, 8, parece ter aplicação a ambas as organizações. Estes versos dizem: "... assim, que ele, como Deus, toma lugar no templo de Deus, apresentando-se como se fora Deus. (Quando nós falamos, Deus profere mandamentos. Acautelai-vos!)... e então este iníquo será revelado, o qual o Senhor consumirá com o espírito de Sua boca e aniquilará com o resplendor de sua vinda!"

Agora uma palavra sobre o progresso financeiro da Sociedade. Você informa aos irmãos e ao público que os livros e folhetos são colocados ao público pelo custo -- eles certamente são e ainda mais que isso! Bem sabe você que o preço para os pioneiros cobria todos os custos, incluindo todos os encargos operacionais apropriados e, mesmo agora, a perda é mínima em alguns itens, enquanto, por outro lado, o preço para as corporações e para o público rende para a Sociedade, no mínimo, 100%! O que são 100% senão lucro? Pobres irmãos crédulos. Como eles crêem em tudo que você lhes diz!!! De onde eles pensam que provêm os milhões de dólares investidos em edifícios, maquinaria, suprimentos etc., em Brooklyn, Magdeburg, Londres, Toronto e outros lugares, sem falar em suas residências etc., senão do lucro com os livros? Você sabe e eu sei que o lucro só da Filial Canadense nos poucos últimos anos foi de cem mil dólares. E, na época em que eu fui liberado de minhas obrigações, não havia apenas uma grande soma no banco como costumeiro, mas, também, acima de 25 mil dólares em dinheiro se encontravam nos cofres da Sociedade no número 40 da Irwin Avenue por anos, os quais poderiam ser usados para as necessidades do Presidente ou daqueles a quem ele designasse em caso de uma emergência internacional -- e os pioneiros queridos? Bem, é claro, eles poderiam passar fome. Pobres irmãos crédulos! Meu Deus, como éramos cegos e como os irmãos ainda são! E ainda assim os relatórios anuais falam de nossa grandes perdas e o quanto se espera que o Senhor as compense. Bem que se diz, "figuras não mentem, mas os mentirosos realmente figuram."

Do artigo "Sobre o Retorno de Nosso Senhor", mostrando que este é um evento futuro, o qual a vasta maioria dos irmãos agora têm e o qual outros talvez tenham aplicado, eles podem escolher entre um "assim disse o Senhor" -- conforme encontrado lá e em seus blefes bombásticos -- e seguir o que eles escolherem. Adicionalmente, do testemunho acima, o qual é verídico perante o Senhor, como você sabe que é, os irmãos poderão determinar a quem você está servindo. Sem dúvida, muitos decidirão, "Eu permanecerei com a Sociedade até que o próprio PRESIDENTE, por meio da WATCHTOWER, diga-me que eu devo partir". Pobres crianças iludidas. Que Deus tenha piedade delas, é a minha mais sincera prece. Por fim, eles serão forçados pela lógica dos eventos a perceberem seu erro, como eu fui forçado, o mais cego dos cegos.

Parece estranho que, depois de nossas experiências de 1914 e 1925, nós devêssemos ainda falhar em marcar uma clara linha de demarcação entre dedução e um "assim disse o Senhor", e prosseguíssemos em dogmatizar sobre a presença do Senhor, dogmatizar sobre o Senhor estar em Seu templo e dogmatizar sobre o que trará o Armagedom. Mas "ninguém é tão cego quanto aqueles que não querem ver" e eles prosseguirão profetizando falsos sonhos, até que os eventos provem a tolice disso. E isto, apesar de tais ensinos falsos trazerem desonra a Deus e sua palavra, pois o que tende mais a desonrar a palavra de Deus na mente das pessoas do que um testemunho que é feito com uma declaração baseada na palavra de Deus, quando este testemunho é achado falso? Alguém fará bem em considerar Deuteronômio 18:21, 22, que diz: "Se alguém disser em seu coração, 'como saberemos a palavra que o Senhor tem falado?' Se um profeta tiver falado no nome do Senhor, se o que ele disse não se realizar, é que essa palavra não veio do Senhor. O profeta falou presunçosamente. Não o temas." (Um exemplo notável -- nossa tolice com respeito ao que Deus faria no ano de 1925). E novamente eu menciono Jeremias 23:28, 32, "Aquele que tiver minha palavra, que fale minha palavra fielmente. Eis que sou contra os profetas de sonhos falsos, disse o Senhor... e fazem meu povo errar por meio de suas mentiras e sua gabação."

Até o tempo em que eu recebi o artigo "Sobre o Retorno de Nosso Senhor", acima mencionado, eu acreditava que a Sociedade fosse a organização do Senhor. Aquele artigo chocou-se com a minha crença neste respeito. Eu lhe escrevi para ver se o artigo poderia ser refutado. Não foi. Não posso ser refutado porque esta é a verdade e agora não mais creio ser a Sociedade o Canal da verdade de Deus nem que você seja um servo do Senhor, não importando o que quer que você venha a ser. Já que Deus está contra a Sociedade (Jeremias 23:28, 32) e contra qualquer outra mulher adúltera que corrompa os homens e faça deles marionetes ou "homens do sim", do mesmo modo devo eu estar. Eu estive ativo no serviço até e durante o período do testemunho de "Jeová dos Exércitos" e, então, fui forçado à conclusão de que tal serviço não só não é de Deus, como desonra Sua palavra e Nome. Por quê? -- alguém talvez pergunte. Eu respondo: porque a mensagem contida nas publicações baseia-se amplamente na falsa premissa de que Nosso Senhor está presente, que Ele está em Seu templo e que Deus, no Armagedom, irá destruir a organização de Satanás e introduzir Seu Reino de poder e glória sobre a terra. A mensagem é transmitida presunçosamente e baseia-se em filosofia ou dedução humana e não em um "assim falou o Senhor". Em outras palavras, é o que o Senhor classifica como "falsos sonhos" e ele diz ser contra tais e do mesmo modo devo eu ser. Ficou o Senhor satisfeito com nosso sonho falso sobre 1925 e o zelo dos irmãos com respeito a isto? Não, ele não ficou. Era uma mentira? Sim, era. Aprendemos alguma lição disto e nos humilhamos perante o Senhor? Não, mas prosseguimos presunçosamente anunciando pelo rádio nossos novos sonhos em nome Dele. Estará Ele mais satisfeito agora com nosso sonho e zelo do que estava em 1925? Não, não estará, e vale a pena para um filho de Deus tomar uma posição de "sair dela e de não ser partícipe em seus pecados."

Todavia, alguém talvez pergunte, "se a Sociedade não está fazendo a obra do Senhor, qual é a obra do Senhor?" A resposta a esta pergunta deve ficar para uma data posterior. É suficiente por agora dizer que, tanto quanto alguém exige conhecer até certo ponto, ao menos, a corrupção da cristandade e estar insatisfeito com isto para que possa aceitar que verdade a Sociedade tenha, do mesmo modo ele deve conhecer até certo ponto, pelo menos, a corrupção da Sociedade e para quão longe ela foi a partir de um "assim falou o Senhor", antes que ele possa receber a resposta àquela pergunta. Enquanto isto, eu sugeriria a quem quer que leia esta carta que leia com cuidado e oração 1 Coríntios 18 e Filipenses 4:8, fazendo uma pausa a cada sentença para pensar no que leu.

Apesar de não se relacionar com a matéria em apreço, eu não pude evitar refletir enquanto lia um cópia recente da GOLDEN AGE ["Idade de Ouro", atualmente "Despertai!"] contendo a palavra de Paulo em Filipenses 4:8, onde se lê: "Finalmente, irmãos, todas as coisas que são verdadeiras, todas as que são honestas, todas as que são justas, todas as que são puras, todas as que são amáveis, todas de que se fala bem, tudo o que é virtuoso e louvável, CONSIDERAI TAIS COISAS." Eu imagino como alguém poderia ler tal matéria horripilante e linguagem obscena como a que a GOLDEN AGE ["Idade de Ouro"] contém e, ao mesmo tempo, por em prática a admoestação de Paulo. Mas eu posso ouvir algum ridicularizador dizendo, "Oh, foi apenas Paulo e ele disse isso muito antes do Senhor vir ao seu templo em 1918. Desde então, temos sido ensinados a ser "homens fortes" de verdade, "cristãos de verdade" que sabem como usar a linguagem forte."

Em todos meus vinte anos de associação com você, eu lhe tinha um amigável sentimento de afeto e, no Senhor, eu sinceramente encerrava sempre minhas cartas a você fazendo expressões disto. Mesmo nesta ocasião, não posso me refrear de dizer que queira Deus que você desperte para sua condição e se confesse plenamente perante Ele, pois não tenho qualquer aversão a você, seja qual for; tenho compaixão por você e lhe faria o bem, se pudesse. Lembre-se, Deus é um Deus de amor e misericórdia; Sua misericórdia é para sempre!

Enquanto reexamino todo o assunto, lembro-me das palavras de Jesus no livro de João: "Esta é a condenação: a luz veio ao mundo, mas os homens (você) amaram mais a escuridão do que a luz, porque as obras deles (suas) eram iníquas", não verdade, mas mentiras, falsos sonhos, tagarelice vã. "Tornei-me vosso inimigo porque estou falando a verdade?" -- Gálatas 4:16

Sinceramente

W. F. Salter

(assinado)

Fonte:

Corior

Comentários


@2016-2017 OBSERVATÓRIO DAS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ